sexta-feira, 6 de março de 2009

Estruturas de Mercado

Os economistas distinguem quatro modelos teóricos de mercado, que se indicam por ordem decrescente de competição: concorrência perfeita/pura, concorrência monopolística, oligopólio e monopólio. A imagem seguinte conjuga uma apresentação de McConnell e Brue com uma tabela de Francisco Pereira de Moura sintetizando as quatro situações de mercado:



Robert Frank explicita as quatro hipóteses admitidas em concorrência perfeita:
a) As empresas vendem um produto padronizado (homogéneo ou indiferenciado);
b) As empresas são aceitantes de preços, isto é, nenhuma tem poder para os influenciar.
c) Os factores de produção são perfeitamente variáveis a longo prazo;
d) As empresas e os consumidores têm informação perfeita.




Retomamos Lipsey para comparar a concorrência monopolística, em que se admite a diferenciação nos produtos, com a concorrência perfeita:





A concorrência entre poucas empresas designa-se oligopólio. O caso particular de existirem apenas dois produtores designa-se de duopólio. Monopólio se existir um único produtor.

1. Observando a tabela de Francisco Pereira de Moura distingue concorrência pura de monopólio.
2. Indica as quatro hipóteses admitidas em concorrência perfeita.
3. Critica cada uma das quatro hipóteses acima lendo o texto de Robert Frank.
4. Distingue concorrência perfeita de concorrência monopolística associando cada uma destas formas de mercado a uma das situações A ou B cuja curva da procura se apresenta. Justifica a resposta com Richard Lipsey.

Respostas no Blogue de Apoio ao Economia X

Sem comentários: